sexta-feira, 3 de junho de 2011

POMBA GIRA DAMA DE VERMELHO


A DAMA DE VERMELHO ( A POMBAGIRA)
Escrito por Dr Paulo Roberto Silveira
Especialista em Neurologia e Psiquiatria
Qui, 29 de Outubro de 2009 19:36

A DAMA DE VERMELHO ( A POMBAGIRA)
Quando fazia a minha Pós Graduação de Neurologia, no Instituto Deolindo Couto em Botafogo, era solteiro convicto, fui convidado a uma festa de aniversário de um colega . Tinham fechado uma boate lá na Barra, num Hotel de luxo , Hotel Internacional se nao me engano , e, ao chegar, meio deslocado deparei junto ao bar, a imponente presença de uma formosa mulher morena, de uns 20 a 22 anos, de cabelos negros longos e sedoso de caiam sobre os ombros, desnudos tinha uma rosa vermelha na fronte esquerda, vestia um vestido vermelho justo e curto deixando ver uma nesga generosa de um belo par de coxas. Fascinado e enchendo-me de coragem, aproximei-me podendo notar conforme ia me aproximando um lindo sorriso, dentes perfeitos e brancos, com uma boca bem feita e sedutora , e, uns olhos negros e vivos, mostrando todo a sensualidade que um olhar pode provocar . A pender-lhe das orelhas ornadas com um grosso brinco de ouro tipo argola, bem como várias pulseiras nos dois punhos e anéis de várias pedras preciosas em cada dedo, inclusive os polegares e no pescoço uma grossa gargantilha, ornado com uma pedra negra, com um desenho em ouro ao centro parcendo-me um pentagrama. Seu perfume sensual e envolvente impregnava o ar. Muito prazer meu nome é Hana, muito prazer Paulo . Um calor tomou conta de meu corpo como um raio fulminando-me e, segurando o tremor e fraqueza nas pernas reuni todas as fôrças para dissimular e sentando-me ao lado puxei a conversa mais antiga do mundo:
-O que uma linda mulher como você está sózinha num lugar como êsse?
- Esperando por alguém como você! Abrindo um grande e sedutor sorriso que me encantou.
- Você dança? Perguntei-lhe
- Experimente por você mesmo! Respondeu-me .
E tomando-a nos braços fomos para a pista de dança, onde pudemos unir os nossos corpos numa das músicas bem ao tipo dos anos 80, pude constatar ser uma excelente dançarina, leve e perfeita e de conversa fácil e inteligente. Bastante excitados e animados, finalmete reuni nova coragem e olhando profundamente naqueles olhes negros, faicante de desejo, perguntei-lhe:
- Então que tal a gente ir para um lugar mais calmo, mais tranquilo onde nós poderíamos nos conhecer melhor.
- Tudo bem, meu moço bonito, para onde você que me levar? Que tal a minha casa. Moro sózinha, e não muito longe daqui.
Selamos esse acordo com um voluptuoso beijo;onde senti o hálito perfumado e o gosto de sua boca, sedosa e enbriante deixando antever a loucura que seria ter essa mulher em meus braços.O desejo e a paixão tomava conta do meu corpo em brasa.
Fomos para o estaciomento, onde estava o meu carro, e,usando uma antiga técnica de observação, ia deixando ela andar na minha frente só observando o belo balanceado dos lindos quadris, pude aquilatar que era realmente a minha noite de sorte! A minha casa fica em Botafogo. E cego de desejo e tesão ,mal ia prestando a atenção nas dicas do caminha da residencia de Hana. Quando finalmente ela me disse: Pode parar aqui, estamos na porta do minha casa, ato contíuo sem esperar por qualquer gentileza de minha parte, falou-me:
- Moço bonito, isto aqui é para voce nunca mais se esquecer de mim, tirando a rosa vermelha de sua fronte e colocando-a suavemente em minhas mãos e ato contínuo, abriu a porta do carro e saiu .
Foi ai que estarrecido e sem acreditar no estava vendo retruquei:
Mas Haia, espere por mim, ei espere um pouco , ha algo errado, esse local é ... é... é...uma encruzilhada não vejo casa nenhuma!
Só consegui ouvir os risos que iam se perdendo na noite , estes risos que ja havia ouvido em algum lugar soava como :

IAAAAAAA HA HA HA HA HA HAAAAAA. IAAAAAAAA HA HA HA HA HA HAAAAAAAAAAAAAAA IAAAAAAAAAAAAAAA HA HA HA HA HA HAAAAAAAAAAAAAA!!!!!

e no ar aquele agradável e inesquecível cheiro de ... ROSAS...e GARDENIA...
Por mais que me esforçasse não conseguia ver a misteriosa dama, que havia desaparecido como que por encanto. No ar seu perfume enebriante, na minha mente seu rosto e sorriso encantador e na minha mao, na minha mao uma Rosa Vermelha.

PONTO CANTADO
por CLAUDIA BAIBICH

Rainha da noite,
Senhora que me fascina.
Lhe faço à corte,
me guarda e me ilumina.

Linda Dama de vermelho,
mistério e sedução.
Vem me dar o seu conselho,
e aliviar meu coração.
Dama da Noite e da poesia,
vem girar no meu Terreiro,
trazendo sua alegria
e o seu poder certeiro!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...